10 de agosto de 2017 - 13:49

Pergunta sincera

da Redação

Marcos Lopes / ALMT

Rowles Magalhães

Na decisão que deflagrou a Operação Descarrilho, que apura corrupção na implantação do VLT, o juiz federal Paulo Cézar Alves Sodré levantou um questionamento que passou pela cabeça de muitos mato-grossenses: afinal, por que o lobista Rowles Magalhães foi nomeado assessor do então vice-governador Chico Daltro, em 2012? 

Veja o que escreveu o magistrado:

"Chama a atenção o fato de Rowles Magalhães ter sido nomeado para ocupar um cargo relevante na Vice-Governadoria do Estado de Mato Grosso durante a execução das obras do VLT. Soa estranho, porque antes ele seria ligado à empresa FERCONSULT e ao grupo Infinity Investimentos, empresas essas que teriam doado/cedido ao Estado de Mato Grosso um pré-projeto para implantação do VLT avaliado em R$ 14.000.000,00. Há aqui uma incoerência lógica, consubstanciada no fato de antes Rowles Magalhães ter atuado como empresário ou representante dos empresários; e ao depois ter se tornado assessor do governo do Estado de Mato Grosso. Com qual finalidade teria ocorrido essa inversão de papéis?", questinou.

Confira Também:

Leia mais