18 de agosto de 2017 - 15:56

Mensagem sinistra

da Redação

Ex-servidor da Faespe, o delator Hallan Gonçalves relatou que recebeu mensagens anônimas no WhatsApp antes da Operação Convescote. O interlocutor, que não se identificou, queria R$ 10 mil para entregar documentos a Hallan.

Veja cópia das mensagens, anexadas ao acordo de delação premiada:

Mensagens anônimas de WhatsApp enviadas a Hallan Gonçalves, da Faespe
 
Mensagens anônimas de WhatsApp enviadas a Hallan Gonçalves, da Faespe

Confira Também:

Leia mais