17 de abril de 2017 - 20:00

Ema

da Redação

O ex-vereador Lúdio Cabral (PT) aparece na lista de delações da Odebrecht como beneficiário de R$ 1 milhão para o caixa dois de sua campanha a governador de Mato Grosso em 2014. Segundo o jornal Valor Econômico, foram duas doações de R$ 500 mil para a campanha do petista, que teria o codinome Ema. O dinheiro teria sido intermediado por Edinho Silva, então coordenador financeiro da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Lúdio comentou o assunto em seu perfil no Facebook na semana passada e prometeu se posicionar quando souber o conteúdo da petição. 

Confira Também:

Leia mais