08 de setembro de 2017 - 16:15

Agora me aposento

da Redação

​Um dos principais alvos da delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, revelou que irá deixar a vida política a partir das próximas eleições.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o ministro disse que conversou com o presidente Michel Temer, que teria dado carta branca a Maggi para ficar no governo ou para sair no próximo ano para concorrer às eleições.

“Mas eu disse para ele que não devo me candidatar a nada e quero ficar no Ministério até o fim de dezembro de 2018", afirmou o ministro e senador licenciado.
Não é a primeira vez que Maggi avisa que vai deixar a vida pública. Em 2014, por exemplo, pouco antes de se candidatar ao Senado, o ministro disse em entrevista à revista Veja que abandonaria a política "para ser feliz".

Em 2014, Maggi se sentia "triste" em razão da deflagração da Operação Ararath, que atingiu diversos políticos suspeitos de desvio e lavagem de dinheiro. Na ocasião, assim como agora, Maggi negou o envolvimento. De lá pra cá, seguiu cada vez mais atuante na política nacional. Eleito senador, aceitou o convite para gerir a pasta da Agricultura no Governo Temer. Segundo ele, esse era um sonho antigo do seu pai, André Antônio Maggi.

Confira Também: